terça-feira, 11 de julho de 2017

Aproveite as férias para fazer um curso on-line gratuito.

Confira dicas para achar o curso ideal para você em instituições renomadas como USP, Unesp, Unicamp, UNIVESP e EVESP.

O período das férias escolares é importante para descansar e recarregar as baterias para o segundo semestre do ano letivo. Mas o tempo livre também pode ser uma ótima oportunidade para adquirir novos conhecimentos, afinal, aprender nunca é demais.
Pensando nisso, separamos algumas opções de onde encontrar cursos gratuitos oferecidos ou indicados por instituições vinculadas ao Governo do Estado de São Paulo. Confira abaixo:

Univesp

A plataforma da Universidade Virtual do Estado de São Paulo (UNIVESP) oferece aulas livres e gratuitas das mais variadas áreas do conhecimento. Para escolher o curso de maior interesse basta acessar este link.

Evesp

A Escola Virtual de Programas Educacionais do Estado de São Paulo (EVESP) foi criada para oferecer programas educacionais regulares, especiais e de capacitação em situações específicas à população. Há uma série de atividades disponíveis gratuitamente no site da Evesp para os alunos da rede pública estadual de ensino. Confira aqui!

Unesp

É possível estudar na Unesp de graça e sem sair de casa. A universidade disponibiliza mais de 70 cursos on-line. O serviço é aberto ao público e os interessados podem fazer quantas disciplinas quiserem, sem restrição de quantidade. Para mais informações, acesse este link.

Unicamp

A Unicamp também oferece aprendizado on-line gratuito. Se o seu interesse é aprender mais sobre negócios, o curso ideal é Modelagem de Negócios. A atividade é oferecida pela Agência de Inovação Inova Unicamp, em parceria com o Centro Paula Souza. Clique aqui e saiba mais.

USP

Também é possível compartilhar conhecimento com a USP, que disponibiliza seus cursos on-line e gratuitos por meio da plataforma Veduca. Confira neste link, escolha o curso de seu interesse e aproveite bem a oportunidade de aprender.
Fonte: Governo do Estado de SP

Programa Jovens Embaixadores.


Já pensou em fazer um de três semanas nos ? Participe do programa .



Fonte: Educação SP

Baixe Cartilha GRATUITAMENTE, que ensina como vereadores devem agir.

O vereador e a fiscalização dos recursos municipais. Fique de olho no Legislativo local!


FONTE: CGU

OSB: transparência e controle social dos gastos públicos

Entrevista: com Antonio Barros, presidente do Observatório Social de Brasília


O Observatório Social do Brasil (OSB) é uma associação sem fins lucrativos que busca promover a transparência e o controle social dos gastos públicos em todo o País. Confira abaixo entrevista com Antonio Barros, Presidente do Observatório Social de Brasília, representante da Rede OSB de Controle Social para o GT da Sociedade Civil no 3º Plano de Ação brasileiro no âmbito da Parceria para Governo Aberto, auditor do Tesouro Nacional, empreendedor cívico da Rede RAPS e Lemman Fellow."

Com representação em mais de 100 cidades, a rede de observatórios sociais busca promover a transparência e o controle social dos gastos públicos. Em linhas gerais, fale um pouco mais sobre a história e os objetivos da rede de observatórios sociais e sobre como surgiu o Observatório Social do Brasil (OSB)?
 A experiência dos observatórios sociais começou há cerca de 10 anos no município paranaense de Maringá. Ela foi tão bem-sucedida que já em 2009, com apoio da Fundação Kellogg, a Comissão Econômica para a América Latina e Caribe – CEPAL, órgão das Nações Unidas, a premiou como o melhor projeto de inovação em tecnologia social, dentre mais de 1.000 inscritos.
Essa metodologia de avaliação de compras de bens e serviços públicos – até hoje constantemente aprimorada – foi então gratuitamente manualizada por uma das maiores e mais conhecidas empresas de consultoria e auditoria do mundo para que pudesse ser reproduzida em outras cidades. Para tanto, era necessário criar uma organização que coordenasse os trabalhos dessa rede em formação e apoiasse o esforço de constituição de novos observatórios. Assim surgiu o Observatório Social do Brasil (OSB).
Hoje, além de realizar suas funções de controle social, cada observatório é um espaço para o exercício da cidadania, democrático e apartidário, que reúne o maior número possível de cidadãos e entidades representativas da sociedade civil, com o objetivo de, com pluralidade, contribuir para a melhoria da gestão e efetividade das políticas públicas.
Nos observatórios tem-se apenas duas restrições: uma de caráter pessoal, outra institucional. Cada observador não pode estar filiado a partidos políticos ou ter atuação político-partidária. Isso garante a isenção do acompanhamento do trabalho das prefeituras e câmaras de vereadores. Além disso, para preservar a autonomia e independência de atuação, não se aceita qualquer tipo de doação ou transferência de recursos dos entes observados, ou seja, dos governos fiscalizados. Portanto, os observatórios são mantidos exclusivamente com recursos da sociedade local.

Com representação em 19 estados e no Distrito Federal, a rede de observatórios sociais consegue fazer uma avaliação das especificidades de diversos governos e da sociedade civil. De forma geral, quais são, atualmente, os grandes avanços e desafios identificados em relação à transparência e ao controle social?
 Uma série de avanços em relação à transparência pública ocorreram nos últimos anos. A Lei de Responsabilidade Fiscal (LC nº 101/2000), a Lei de Transparência (LC nº 131/2009) e a Lei de Acesso à Informação (Lei 12.527/2011) compõem o marco legal da transparência do Estado brasileiro em todos os seus níveis. A regulamentação dessa nova legislação tem possibilitado e promovido a permeabilidade dos governos em relação ao cidadão. Ele é titular de direitos que incluem saber como a administração pública usa os recursos que o conjunto da sociedade paga em forma de tributos e que precisam ser muito bem administrados.
De modo geral, já há um grande número de municípios que atendem à legislação por meio de seus portais de transparência. No entanto, alguns desafios continuam presentes e precisam ser encarados. Por exemplo, as informações disponíveis ainda são muito técnicas, os dados encontrados são difíceis de usar porque não estão em formato aberto e a linguagem não é amigável, ou seja, não é compreensível por boa parte das pessoas.
Como a transparência é a principal matéria-prima do controle social, sem informação de qualidade o cidadão não tem boas condições para verificar o que as instituições públicas estão de fato fazendo. No entanto, apenas transparência não resolve a principal questão: a informação disponível precisa ser usada pela sociedade para produzir as transformações desejadas. Desse modo, é fundamental o trabalho dos observatórios sociais de sensibilizar os cidadãos para a necessidade de apoiar a gestão pública por meio da fiscalização constante.
No entanto, o principal objetivo não é o de apontar erros nem identificar culpados, mas agir preventivamente para auxiliar a administração pública a corrigir problemas que, depois de acontecer, serão muito difíceis de corrigir, causando perdas irreparáveis de recursos públicos.

Especificamente com relação aos trabalhos desenvolvidos pelo OSB, quais são os principais destaques e resultados recentes?
A Rede OSB de Controle Social reúne hoje mais de 120 observatórios em cidades brasileiras. Além do intenso trabalho de educação cidadã e fiscal, que sensibiliza e mobiliza a população para acompanhar e fiscalizar a gestão pública, apenas nos últimos quatro anos (2012-2015), a Rede OSB de Controle Social já produziu uma economia de quase R$ 2 bilhões! E isso apenas nas cidades em que está funcionando plenamente, o que é muito significativo. Em alguns casos, a economia social gerada corresponde a mais de 10% do orçamento público do município.
Os observatórios têm diversos programas coordenados e apoiados pelo Observatório Social do Brasil. Como são muitos projetos, o trabalho se concentra na fiscalização do uso dos recursos na compra de bens e serviços pelo poder público. Isso vai desde conhecer a fase interna das licitações, verificando se o que está sendo comprado atende às necessidades do município em termos de preço, qualidade e quantidade, até acompanhar o processo de escolha do fornecedor, a entrega, o pagamento e, muitas vezes, a distribuição dos produtos.
Mas não é só isso. Os observatórios também atuam no controle de gastos da câmara de vereadores, verificam se os portais de transparência atendem à legislação e, além de várias outras ações, promovem o aumento da competitividade nas compras públicas e a dinamização da economia, ao incentivar que os empresários participem dos processos licitatórios.

Como membro do Grupo de Trabalho da Sociedade Civil, no âmbito da OGP Brasil, qual é a avaliação do OSB em relação ao grau de contribuição e impacto dos avanços em transparência, accountability e participação social promovidos pelos Planos de Ação brasileiros?
Os Planos de Ação brasileiros têm sido marcos no longo caminho a ser pavimentado para que tenhamos governos abertos plenos. Um governo aberto significa que há participação social qualificada – as pessoas têm condições de influenciar as decisões dos governos –,  transparência ativa e passiva – o governo disponibiliza informações importantes sobre sua atuação sem que seja provocado e, quando lhe perguntam algo, é capaz de responder de forma rápida e efetiva, e accountability vertical e horizontal – a capacidade de instituições e agentes públicos serem avaliados e responsabilizados por suas ações, seja pelos cidadãos ou por órgãos de controle. Em outras palavras, um governo aberto tem a capacidade de promover o desenvolvimento sustentável, ao passo em que fortalece e consolida nossa democracia.
O processo de construção dos Planos Nacionais – estamos produzindo o terceiro nesse momento – tem sido aperfeiçoado a cada edição. O primeiro e segundo Planos têm suas execuções e resultados disponíveis no portal da Parceria para Governo Aberto (clique aqui). É muito importante que a sociedade conheça os compromissos que o Brasil assumiu com sua população e perante as demais nações que participam desse esforço. Todos nós podemos e devemos cobrar dos governantes que cumpram o que foi combinado.
  
Em linhas gerais, como o OSB pode continuar contribuindo para o fomento de governo aberto no Brasil?
Os observatórios sociais que compõem a Rede OSB de Controle Social podem apoiar a implementação e o monitoramento dos Planos de Ação de Governo Aberto. O mais importante, no entanto, é continuar a estimular e desenvolver esse espírito crítico no cidadão, incentivar que participe da vida social e acompanhe a gestão pública em seu município.

Para mais informações sobre os Observatórios Sociais e o OSB, clique aqui.

Fonte:CGU

quinta-feira, 30 de março de 2017

Curso Gratuito


A Trainning Education Services, uma das maiores escolas de treinamentos em tecnologia do país, está oferecendo uma série de cursos gratuitos para os interessados na área de TI. As aulas são ministradas por especialistas em tecnologia, disponíveis em plataforma on-line.

Ao todo, serão oferecidas 200 vagas e os alunos participantes receberão um certificado de conclusão do curso. As aulas, ao vivo, começarão às 19h, com término previsto para às 23h.
iStock/PeopleImages
Créditos: iStock/PeopleImages
Cursos na área de TI serão oferecidos até 13 de abril
No dia 6 de abril, por exemplo, o curso será sobre como configurar um roteador Cisco e na última aula, no dia 13 de abril, serão abordados os Fundamentos ITIL e Cobit.
Para participar, é necessário se inscrever neste link. Cada classe terá capacidade para 50 alunos, mas assim que as vagas forem ocupadas, o interessado deverá preencher a ficha de espera para ser contatado pela própria instituição quando uma nova grade for aberta.
A escola, que completa 10 anos no mercado, é focada em educação presencial e à distância, nas áreas de tecnologia, governança, negócios e projetos, e  já treinou mais de 150 mil pessoas na sede em São Paulo e nas filiais em Brasília, Belo Horizonte, Curitiba, Cuiabá e Manaus.
Fonte: Catraca Livre

quarta-feira, 22 de março de 2017

ÁGUA PARA QUEM?

O recurso fundamental à vida é um direito universal que deve ser preservado e não tratado como mercadoria

A água é um bem natural que está se tornando escasso. E essa escassez atinge os mais pobres e vulneráveis. Quase metade da população mundial viverá em áreas de estresse hídrico e 1,8 bilhão de pessoas sofrerá com escassez de água em 2025, segundo as Nações Unidas. Sem água limpa disponível não há saúde, desenvolvimento humano e econômico – muito menos paz.
O Brasil, apesar de possuir a maior reserva de água doce do mundo, não está imune à seca. Em 2014 e 2015, 12 estados brasileiros vivenciaram a falta d’água.
As mudanças do clima estão alterando o regime de chuvas, prolongando as estiagens e intensificando as tempestades, mas o desmatamento, a poluição e a ocupação irregular do solo são as causas imediatas da degradação de nascentes, rios e córregos, o que reduz a disponibilidade de água para as cidades e para as plantações.

A Campanha

O Greenpeace busca mobilizar a sociedade a cuidar da água desde a origem, começando por onde ela brota. Precisamos recuperar e conservar os mananciais para garantir a segurança hídrica no futuro. Eles são parte da adaptação necessária para enfrentarmos os eventos climáticos extremos que já nos atingem.

BACIAS DO BRASIL - “Sem floresta não tem água”

Desde o rompimento da barragem de rejeitos de minérios que destruiu 700 km de sua bacia, temos promovido estudos e articulações pela recuperação do rio e daqueles que dependem dele, e pela defesa dos direitos dos atingidos. Leia mais
Mapeamos as áreas prioritárias de recuperação da bacia do rio Piracicaba para garantir a saúde do maior reservatório de água de São Paulo.

Fonte: Greenpeace

Fundação Florestal tem programação especial no Dia Mundial da Água.

Com o objetivo de conscientizar a população sobre os recursos naturais, Unidades de Conservação do Estado terão atrações gratuitas


Confira a programação:
 Para comemorar o Dia Mundial da Água, celebrado nesta quarta-feira (22), a Fundação Florestal terá uma programação diversificada para falar sobre o tema e conscientizar a população. Serão realizadas palestras, atividades lúdicas, trilhas, exposições, contação de histórias e muito mais nas diversas Unidades de Conservação no Estado de São Paulo.
O Parque Estadual Juquery (PEJy) realizará durante todo o dia a VI Megaoperação de Limpeza do Reservatório Juquery/ Paulo Paiva Castro, no município de Franco da Rocha. O evento tem o objetivo de fiscalizar, monitorar e retirar resíduos descartados de forma irregular ao longo dos 8 km da represa dentro dos limites desta Unidade de Conservação de Proteção Integral. Para mais informações, ligue: (11) 4449.5545.
Na última edição do evento, que reuniu cerca de 480 pessoas, foram retiradas cerca de seis toneladas de resíduos sólidos descartados de forma irregular ao longo das margens da represa. O Reservatório Juquery/Paulo de Paiva Castro é responsável pelo abastecimento de mais de seis milhões de pessoas na região metropolitana de São Paulo.
O Núcleo Caraguatatuba do Parque Estadual Serra do Mar (PESM) realizará a exposição “Proteja os Mananciais”, que busca esclarecer o que é um manancial e qual a importância de protegê-lo. Também apresenta as principais ameaças à produção de água de qualidade e em quantidade para o consumo, além de algumas alternativas à sua recuperação e preservação. O evento é gratuito e aberto ao público e acontece nesta quarta-feira (22), das 8h30 às 17h.  Para mais informações, ligue: (12) 3882-5999.
Núcleo Picinguaba do PESM em Ubatuba realizará a “II Semana Temática das Águas e Florestas”. O evento contará com a participação das escolas municipais da Vila da Picinguaba e Cambury, em atividades de trilhas interpretativas e plantio de mudas nativas. Além disso, também acontecerão atividades abertas ao público, como exibição de filmes e palestras.
No dia 23, às 14h, o público em geral poderá assistir ao filme “A Lei da Água”, seguido de uma roda de conversa sobre o tema. No dia 24, às 14h, acontece a palestra “Dinâmica e estrutura de populações vegetais”, com o pesquisador Lucas Rosa, da UNICAMP. Para mais informações, escreva para pesm.picinguaba@fflorestal.sp.gov.br .
No Núcleo Padre Dória (NPDOR), as atividades do Dia Mundial da Água coincidirão com as comemorações do aniversário de criação do núcleo, que completa três anos no dia 25. Até 26 de março, o Parque realizará atividades de educação ambiental, trilhas, exposições temáticas e roda de conversa.
Até dia 24, escolas de Salesópolis receberão a exposição “Água na Medida Certa” e “Proteja os Mananciais”, com conceitos sobre a quantidade de água no planeta, sua importância e tratamento. No dia 25, às 8h, acontecem atividades de educação ambiental na Trilha do Guardião, além de uma roda de conversa com a comunidade do entorno e exposição “Eco Cidadão”, na Sede da Associação do Bairro do Pintos (UMAP).
No dia 26 de março, às 9h, acontece uma atividade de educação ambiental aberta ao público, mediante agendamento prévio na Trilha do Guardião. Os participantes também poderão apreciar as exposições “Água na Medida Certa”, “Proteja os Mananciais” e “Eco Cidadão” da Secretaria Estadual do Meio Ambiente. As vagas são limitadas. O agendamento deve ser feito até o dia 24 de março, pelo e-mail: pesm.padredoria@fflorestal.sp.gov.br. Para mais informações, ligue (11) 4696-0981, de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h.
Núcleo Cunha do Parque Estadual Serra do Mar tem o Dia da Água como data comemorativa inserida no Projeto “Agenda Ambiental”, que trabalha com alunos das escolas municipais e estaduais de Cunha. Em sua sexta edição, o evento acontecerá nesta quarta-feira (22), das 8h às 11h. A Unidade de Conservação receberá alunos de sua zona de amortecimento para atividades como palestras, exibição de vídeos educativos e um passeio pelo parque. Para mais informações, ligue (12) 3111 1818 ou (12) 3111 2353.
Parque Estadual Campos do Jordão realizará a “Oficina Dia da Água 2017”, direcionada para professores. A capacitação promove o conhecimento sobre a hidrologia da Bacia do Rio Grande, onde o município está inserido. A oficina acontece de 25 a 27 de março, das 9h às 11h e das 9h às 17h, no próprio parque.
A ideia é estimular a abordagem do assunto na grade curricular. Serão abordados os temas: Princípios da hidrologia e conhecimentos da Bacia do Rio Grande e Rio Sapucaí; A água no município; Os impactos da urbanização e suas atividades sobre a rede hidrográfica natural e recuperação de rios e Projetos pedagógicos relacionados.
Ao final, será realizado um Workshop de exposição dos trabalhos e debate sobre resultados. Os interessados podem se inscrever até o dia 22 de março pelos telefones (12) 3663-3762/ (12) 3663-1977/ (12) 3663-3804. Atendimento de segunda-feira a sexta-feira das 8h às 17h
Fonte: saopaulo.sp.gov.br

Bolsas de 100, 70 e 50% para estudar na Ohio University.

Bolsas de 100, 70 e 50% para estudar na Ohio University.

Eduardo Ghoulart - Artista, estudante de Mídias pela Belas Artes e Social Media na Wall Jobs

Você que sonha em fazer um intercâmbio que seja mais do que uma simples viagem de alguns dias ou meses, mas sim, uma experiência para toda a vida, que turbine seu currículo e sobretudo sua mente. AGORA É A HORA.
Estudar nos Estados Unidos é um dos grandes objetivos de estudantes e profissionais do Brasil, e agora os interessados têm a possibilidade de alcançar o sonho de forma mais acessível.
Com o intuito de ampliar as oportunidades de jovens sul americanos, o Latin America Institute of Business está oferecendo bolsas de estudo para os cursos de Marketing, Management, Corporate Finance e Project Management. Para cada curso, serão oferecidas uma bolsa integral (100%) e duas de 70%.
Divulgação
Créditos: Laiob
Um projeto de sucesso te aguarda
"Os programas de bolsas de estudo do LAIOB buscam dar oportunidades de capacitação internacional aos jovens latino americanos. A ideia é incentivá-los a sair de sua zona de conforto, vivenciar novas culturas e experiências e que se tornem aptos a aplicar estratégias sobre um novo ponto de vista, buscando impactar a sociedade em que atuam", disse André Moreira Fauri, Diretor do Latin America Institute of Business.
Para saber mais sobre as regras para a participação no programa,acesse AQUI e muito boa sorte em sua jornada.
Apoio Wall Jobs, o agente integrador para estágios, trainee e vagas efetivas.
Este conteúdo - assim como as respectivas imagens, vídeos e áudios - é de responsabilidade do usuário  da Rede Catraca.
As informações acima são de responsabilidade do autor e estão sujeitas a alterações sem aviso prévio.

Programa oferece bolsas de estudo para curso de inglês na Irlanda
Aprender inglês com nativos e ao mesmo tempo conhecer a cultura de outro país são experiências enriquecedoras, tanto para a área profissional quando para a pessoal. Pensando nisso, a SEDA College oferece bolsas de estudo para cursos de inglês em Dublin, na Irlanda.
Serão concedidas 10 bolsas para brasileiros que poderão estudar o idioma durante um a três meses. A bolsa não cobre despesas com acomodação, alimentação e custos extras.
iStock/jamegaw
Créditos: iStock/jamegaw
Programa dá oportunidade para brasileiros estudarem inglês em Dublin
Podem participar do programa SEDADream estudantes residentes no Brasil, que tenham mais de 18 anos (sem limite de idade) e que nunca estudaram inglês no exterior. Não é exigido um nível mínimo de fluência.
Para participar, é preciso fazer inscrição até 29 de março de 2017 e enviar as documentações solicitadas pelo site. As candidaturas só abrem em no dia 27 deste mês, mas os interessados já podem realizar uma pré-inscrição enquanto isso.
Os candidatos selecionados na primeira etapa serão convidados para uma entrevista on-line. Após 15 dias os resultados serão divulgados. Os aprovados para receber as bolsas terão até um ano para usufruir do benefício.
Fonte: Catraca Livre 

Mais Dinheiro Público é da sua conta

Dinheiro Público é da sua conta. Faça sua parte .












Fonte: CGU

terça-feira, 16 de junho de 2015

Atenção São Paulo!!! Participe da Audiência Pública.

VEJA COMO PARTICIPAR

O QUE É AUDIÊNCIA PÚBLICA DO PLANO PLURIANUAL – PPA 2016-2019 E DO ORÇAMENTO 2016?

A Audiência Pública é um instrumento de transparência e de participação da população no processo de elaboração dos planos, da lei de diretrizes orçamentárias e dos orçamentos, garantido pela Lei de Responsabilidade Fiscal (Lei Complementar nº 101/2000, Art. 48, parágrafo único).
Com a audiência pública, o Governo do Estado pretende colher as demandas da sociedade - suas necessidades e prioridades – para subsidiar a definição dos programas e metas para os quatro anos do Plano Plurianual e os gastos do orçamento 2016.

COMO E QUANDO PARTICIPAR?

A Audiência Pública acontecerá de 26 de maio a 26 de junho e você tem duas formas de participação: presencial e pela internet.
As Audiências Presenciais acontecerão nas regiões do Estado. Veja abaixo os locais, os endereços e as datas.
O cidadão também pode usar a Internet para indicar os desafios da sua cidade ou região que merecem maior atenção do Governo do Estado. A participação da audiência virtual é fácil e rápida! Acesse portal.ppa.sp.gov.br e participe de seu computador, tablet ou celular. São apenas quatro passos:
1º) A página traz 22 temas de políticas públicas. Você escolhe os oito que considera mais importantes para os próximos quatro anos.
2º) Informe alguns dados básicos sobre você, como gênero, idade, cidade e escolaridade. Essas informações nos ajudarão a conhecê-lo melhor.
3º) Após escolher os oito temas, destaque um desafio específico para sua cidade ou região e o que deveria ser feito pelo Governo do Estado.
4º) Compartilhe seu voto com amigos nas redes sociais e veja como as demais pessoas estão votando.
Participe


O QUE SÃO PPA E LOA?

O Plano Plurianual (PPA) é uma Lei que define, para um período de quatro anos, as diretrizes e objetivos de Governo e os programas a serem executados em todo Estado, com metas para cada área de atuação: educação, saúde, saneamento, habitação, transportes, energia, entre outras.
Por meio de seus programas, o Plano determina como serão realizadas as grandes obras e os serviços públicos para a população e vincula as prioridades de Governo aos orçamentos de cada ano, também chamados de Leis Orçamentárias Anuais - LOAs.
O Orçamento (LOA) prevê os recursos que serão arrecadados (receitas) e detalha os gastos necessários (despesas) para a execução dos programas, com vistas a atingir as prioridades e metas do PPA.

CALENDÁRIO DAS AUDIÊNCIAS PÚBLICAS PRESENCIAIS

26/05/2015
Audiência: Presidente Prudente
Abrangência: Região Administrativa de Presidente Prudente
Local: Rua João Gonçalves Foz, 885 – Jardim Marupiara - Município de Presidente Prudente
Auditório da AOB – Ordem dos Advogados do Brasil de Presidente Prudente
Horário: 10h
27/05/2015
Audiência: Araçatuba
Abrangência: Região Administrativa de Araçatuba
Local: Praça 09 de Julho s/n – Município de Araçatuba
Câmara Municipal de Araçatuba
Horário: 10h
28/05/2015
Audiência: São José do Rio Preto
Abrangência: Região Administrativa de São José do Rio Preto
Local: Avenida Clóvis Oger, 706 – Distrito Industrial
Município de São José do Rio Preto
Auditório do CIESP – Centro das Indústrias do Estado de São Paulo
Horário: 10h
29/05/2015
Audiência: Central
Abrangência: Região Administrativa Central
Local: Rua General Osório, 415 - Centro – Município de São Carlos
Auditório Principal da Associação Comercial e Industrial de São Carlos – ACISC
Horário: 10h
01/06/2015
Audiência: Marília
Abrangência: Região Administrativa de Marília
Local: Rua Araraquara, 315 – Município de Marília
Auditório do Centro das Indústrias do Estado de São Paulo – CIESP Alta Paulista
Horário: 14h
02/06/2015
Audiência: Bauru
Abrangência: Região Administrativa de Bauru
Local: Avenida Cruzeiro do Sul, 13-15 – Jardim Carvalho
Município de Bauru
Auditório do DER
Horário: 10h
03/06/2015
Audiência: Itapeva
Abrangência: Região Administrativa de Itapeva
Local: Avenida Vaticano, 903 – Bairro Jardim Europa
Município de Itapeva
Câmara Municipal de Itapeva
Horário: 10h
09/06/2015
Audiência: Franca
Abrangência: Região Administrativa de Franca
Local: Rua Major Claudiano, 1488 – Centro
Município de Franca
Centro Integrado Regional de Governo - CIRG
Horário: 10h
10/06/2015
Audiência: Barretos
Abrangência: Região Administrativa de Barretos
Local: Rua 16, 730 – Centro
Município de Barretos
Câmara Municipal de Barretos
Horário: 10h
11/06/2015
Audiência: Ribeirão Preto
Abrangência: Região Administrativa de Ribeirão Preto
Local: Rua Olinda, 150 - Bairro Santa Terezinha
Município de Ribeirão Preto
Auditório Dr. Celso Antonio Perticarrari – Departamento de Águas e Energia Elétrica - DAEE
Horário: 10h
12/06/2015
Audiência: Campinas
Abrangência: Regiões Administrativa e Metropolitana de Campinas
Local: Avenida Brasil, 2340 – Jardim Chapadão
Município de Campinas
Auditório do “Conjunto CATI” – Coordenadoria de Assistência Técnica Integral
Horário: 10h
17/06/2015
Audiência: Registro
Abrangência: Região Administrativa de Registro
Local: Miguel Aby-Azar, 53 – Beira Rio
Município de Registro
Auditório do KKKK
Horário: 10h
18/06/2015
Audiência: Sorocaba
Abrangência: Região Administrativa e Metropolitana de Sorocaba
Local: Av. Eng. Carlos Reinaldo Mendes, 2800
Alto da Boa Vista
Auditório do Jornal Cruzeiro do Sul
Horário: 10h
19/06/2015
Audiência: Baixada Santista
Abrangência: Região Metropolitana da Baixada Santista
Local: Rua Joaquim Távora, 93 – 10º andar
Município de Santos
Auditório da Agência Metropolitana da Baixada Santista - AGEM
Horário: 10h
23/06/2015
Audiência: Vale do Paraíba e Litoral Norte
Abrangência: Região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte
Local: Rua Desembargador Francisco Murilo Pinto, 33 – Vila Santa Luzia
Município de São José dos Campos
Câmara Municipal de São José dos Campos
Horário: 10h
As datas e locais das Audiências Públicas da Região Metropolitana de São Paulo e dos Aglomerados Urbanos de Jundiaí e Piracicaba serão publicadas posteriormente.
Fonte: Governo do Estado de São Paulo