terça-feira, 2 de junho de 2015

Movimento conecta jovens que desenvolvem ações sustentáveis

"Movimento QueroQuero" foi idealizado para conectar jovens de todo o Brasil que têm modos de vida distintos e desenvolvem ações nas comunidades onde moram, com o intuito de contribuir para um país mais sustentável, inclusivo e com melhor qualidade de vida.
Através de uma comunidade do Facebook, os jovens de todas as idades inspiram e são inspirados a compartilhar suas realidades, soluções e projetos, além de agir em ações simples e essenciais parar o bem-estar. A plataforma tem como objetivo dar voz a garotos e garotas que são ativos no processo de conservação da natureza e melhoria das condições de vida.
Reprodução
Reprodução
O objetivo do projeto é dar voz a garotos e garotas ativos no processo de conservação da natureza
A ideia do projeto é ser um espaço democrático, no qual todos podem participar postando suas ideias e discutindo possíveis soluções para convertê-las em resultados reais. Entre os participantes do movimento, está Edivan Pereira, estudante de 20 anos, do Pará, que criou um carvão feito a partir do caroço do açaí, capaz de filtrar a água. Essa solução de baixo custo ajudou a melhorar a vida dos moradores da cidade de Moju e arredores.
Reprodução
Reprodução
O movimento busca compartilhar e conectar diferentes realidades e boas iniciativas
Rodrigo Medeiros, Vice Presidente da CI-Brasil, organização ambiental que realiza a iniciativa, diz: "Esse desafio global passa por um reconhecimento da cultura e do saber local, e em um país diverso como o Brasil, precisamos reconhecer e valorizar essa diversidade como elemento de transformação. É o que buscamos com o Movimento QueroQuero".
Além do Facebook, os jovens pode usar outras redes sociais, como Instragram, Snapchat e Whatsapp, com a hashtag #euquero. "A plataforma é um espaço para compartilhar e conectar diferentes realidades e boas iniciativas", destaca Fernado Grostein, diretor de cinema e responsável pela Spray Filmes, produtora que está por trás da estratégia do Movimento QueroQuero.

Fonte Catraca Livre
Postar um comentário