segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Um par de óculos pode deixar as ruas mais seguras para as mulheres?

O documentário “Chega de Fiu Fiu” quer distribuir óculos com microcâmeras para que mulheres registrem o assédio sofrido nas ruas do país

campanha Chega de Fiu Fiu surgiu com a intenção de defender o direito da mulher se sentir segura, e não assediada, enquanto se encontra no espaço público. Em outras palavras, de alertar que a “cantada” na rua pode ser algo bem ofensivo para as mulheres.
Agora as idealizadoras da campanha vão realizar um documentário em que terão voz as mulheres, os homens que praticam o assédio e as especialistas no tema. O objetivo é debater o assédio nas ruas, “investigando suas causas, suas motivações, seu contexto social e soluções”.
O curioso é que parte do documentário será filmada com uma microcâmera adaptada em um par de óculos. Com o equipamento, as mulheres andam pela rua registrando o assédio – a experiência pode ser conferida no vídeo abaixo.

O objetivo das idealizadoras do documentário é espalhar vários desses óculos pelo Brasil, para que a filmagem dos assédios possa ser colaborativa. Mas, para isso, elas lançaram uma campanha de financiamento coletivo no Catarse, onde qualquer um pode ajudar a angariar fundos para a realização, edição e divulgação do doc.
Mapa do assédio
Depois de realizar uma pesquisa sobre o assédio nas ruas, o Chega de Fiu Fiu criou também um mapa interativo feito para ser preenchido por pessoas que tenham sofrido ou testemunhado determinados tipos de assédio em todas as cidades do Brasil. Segundo as criadoras, “o objetivo, porém, não é limitar ainda mais o território feminino ao indicar que locais são mais perigosos para elas circularem, mas justamente investigar porque eles são assim e o que pode ser feito para que se tornem mais seguros”.
reprodução chega de fiu fiu
reprodução chega de fiu fiu
Clique na imagem para abrir o mapa da campanha Chega de Fiu Fiu.
Chega de abuso!
Confira aqui a página do Catraca Livre com uma série de matérias que denunciam e debatem o abuso sofrido por mulheres dentro ou fora de casa – e também como denunciar os diferentes tipos de violência.

Chega de abuso!

Fonte: Catraca Livre
Postar um comentário