quarta-feira, 30 de outubro de 2013

CDs e DVDs antigos podem ser utilizados na descontaminação da água

Atualmente, são fabricados cerca de 20 milhões de discos no mundo.

Logo_CicloVivo_108x108
Divulgação/Din Ping Tsai, National Taiwan University]
Divulgação/Din Ping Tsai, National Taiwan University]
Foto microscópica mostro crescimento das nanobarras no CD
Pesquisadores de Taiwan, liderados pelo físico Din Ping Tsai, desenvolveram uma técnica de purificação da água que utiliza CDs ou DVDs antigos, nano barras de óxido de zinco e iluminação ultravioleta.
Os CDS servem como plataforma onde as nano barras verticais de óxido de zinco crescem. Por ser um semicondutor de baixo custo, o óxido de zinco funciona como foto catalisador, partindo as moléculas orgânicas dos poluentes da água quando iluminado por luzes ultravioleta.
Divulgação
Divulgação
CD com o óxido de zinco
Para acelerar o processo, um sistema criado pela equipe faz a água circular. Ele é otimizado pela durabilidade e a facilidade para girar do CD. Assim, a água poluída escorre e espalha-se em uma película fina que a luz consegue atravessar com facilidade.
Outras equipes já haviam utilizado o óxido de zinco como catalisador, mas a equipe de Tsai foi a primeira a otimizar o processo utilizando os CDs usados. No teste da equipe, 95% dos contaminantes e o dispositivo consegue tratar 150 mililitros de água por minuto. A equipe estuda aumentar a velocidade do dispositivo.
A invenção consegue despoluir esgoto doméstico, urbano, industrial e resíduos agrícolas.
Leia matéria completa no Ciclo Vivo.
PARA CONHECER MAIS SOBRE ESTE TEMA, ASSISTA:
Videoaulas das melhores universidades do Mundo
 
Fonte: Catraca Livre
Postar um comentário