quarta-feira, 30 de outubro de 2013

CDs e DVDs antigos podem ser utilizados na descontaminação da água

Atualmente, são fabricados cerca de 20 milhões de discos no mundo.

Logo_CicloVivo_108x108
Divulgação/Din Ping Tsai, National Taiwan University]
Divulgação/Din Ping Tsai, National Taiwan University]
Foto microscópica mostro crescimento das nanobarras no CD
Pesquisadores de Taiwan, liderados pelo físico Din Ping Tsai, desenvolveram uma técnica de purificação da água que utiliza CDs ou DVDs antigos, nano barras de óxido de zinco e iluminação ultravioleta.
Os CDS servem como plataforma onde as nano barras verticais de óxido de zinco crescem. Por ser um semicondutor de baixo custo, o óxido de zinco funciona como foto catalisador, partindo as moléculas orgânicas dos poluentes da água quando iluminado por luzes ultravioleta.
Divulgação
Divulgação
CD com o óxido de zinco
Para acelerar o processo, um sistema criado pela equipe faz a água circular. Ele é otimizado pela durabilidade e a facilidade para girar do CD. Assim, a água poluída escorre e espalha-se em uma película fina que a luz consegue atravessar com facilidade.
Outras equipes já haviam utilizado o óxido de zinco como catalisador, mas a equipe de Tsai foi a primeira a otimizar o processo utilizando os CDs usados. No teste da equipe, 95% dos contaminantes e o dispositivo consegue tratar 150 mililitros de água por minuto. A equipe estuda aumentar a velocidade do dispositivo.
A invenção consegue despoluir esgoto doméstico, urbano, industrial e resíduos agrícolas.
Leia matéria completa no Ciclo Vivo.
PARA CONHECER MAIS SOBRE ESTE TEMA, ASSISTA:
Videoaulas das melhores universidades do Mundo
 
Fonte: Catraca Livre

terça-feira, 29 de outubro de 2013

Como pesquisar TCCs no Dedalus

Com certa frequência alunos de graduação  que estão elaborando seu Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) vêm à Biblioteca pesquisar por TCCs de outros estudantes do mesmo curso.
Para muitos, esta é uma possibilidade de observar aquilo que é exigido em uma monografia de conclusão de curso, sua formatação, quais  temas vêm sendo discutidos bem como as diferentes abordagens.

A Biblioteca da ECA mantêm no acervo todos os TCCs que são enviados pelos Departamentos da Escola. A partir de meados dos anos 2000 passamos a receber somente a versão digital dos TCCs, que pode ser acessada por meio do Dedalus.
Neste post  iremos mostrar como pesquisar por TCCs,  sejam eles impressos ou digitais, quando você não sabe o nome do autor ou o título, mas está interessado em conhecer os TCCs de seu curso de uma forma mais ampla.

Mas antes de começar, um alerta importante:   No campo ”Tipo de material” existe um filtro para pesquisa denominado “trabalho de conclusão de curso – TCC”, todavia, esta opção não está habilitada. Portanto, não trará resultados. A forma que apresentaremos a seguir, no momento, é o caminho viável para realizar este tipo de pesquisa no Dedalus.
Na página inicial selecione a opção “Avançada”

Clique para ampliar
Clique para ampliar

Em seguida abrirá uma tela que apresenta mais opções de pesquisa. Em “campo para busca” selecione a opção “Notas” e digite o termo “trabalho conclusão curso” e um termo que represente o Departamento de seu curso de graduação (Ex: Música, Biblioteconomia, Artes Plásticas, Artes Cênicas)

Clique para ampliar
Clique para ampliar

Após clicar em “ok” será apresentada a quantidade de registros recuperados,  que é aquele número mostrado em “total”, no canto direito da tela, conforme sinalizado na figura acima. Basta clicar no número de registros e você será remetido aos resultados
Também é possível delimitar a pesquisa por ano. Veja na figura abaixo um exemplo de como  pesquisar TCCs em Biblioteconomia com datas entre 2010 e 2013

Clique para ampliar
Clique para ampliar
Ao efetuar a pesquisa e clicar no número de registros recuperados, você será remetido aos resultados.  Se interessar, é possível salvar  ou enviar para um  email a lista com todos os registros. Para isto clique na opção “Salvar/email” no topo da tela

Clique para ampliar
Clique para ampliar

Basta seguir as instruções que surgirão e salvar um arquivo em word ou receber via email.
Este caminho para pesquisa, na realidade, recupera os registros pelo Departamento e não pelo curso. Assim os resultados somente serão representativos de um único curso de graduação na medida em que o Departamento possuir apenas um curso como:  CMU – somente Música, CBD Biblioteconomia etc. Para departamentos com mais de um curso, como o  CJE (Jornalismo e Editoração), o CRP (Relações públicas, Propaganda e Turismo) etc., a busca recupera monografias de todos os cursos correspondentes ao Departamento.

Uma dica importante: Muitas vezes para refinar nossas pesquisas, selecionamos  em “Base para busca” o nome da Biblioteca em que procuramos o material. Porém este recurso não funciona com itens digitais. Logo, na pesquisa de TCCs não utilize, a menos que esteja somente pesquisando pelos TCCs impressos.


Fonte: Biblioteca da ECA / USP

Site vende passagens de ônibus para 3,5 mil destinos no Brasil

ClickBus, startup brasileira de venda de passagens de ônibus on-line, cobre 75% do território nacional

Com pouco mais  de três meses de operação, a ClickBus, startup brasileira de venda de passagens de ônibus on-line já pensa grande. Quer expandir os serviços para América Latina.

Segundo Marcos Sterenkrantz, cofundador da empresa, há negociações em andamento para a plataforma operar no México e na Alemanha. O objetivo é chegar a 14 países já no primeiro ano de operação.

ClickBus/ Reprodução
Atualmente, a plataforma já conta com o maior número de rotas disponíveis para os consumidores brasileiros, mais de 3,5 mil destinos, cobrindo 75% do território nacional. É a única empresa do segmento que não cobra taxa de conveniência — apenas para as compras parceladas há uma taxa.

No Brasil, cerca de 140 milhões de passageiros utilizam o ônibus para viajar todos os anos, segundo dados da ANTT (Agência Nacional de  Transportes Terrestres). Apenas 5% têm o hábito de comprar passagens pela internet.

A meta da ClickBus é atingir 1,2 milhão de passagens vendidas no até o fim do ano, segundo Sterenkrantz. Hoje, a empresa vende cerca de 800 passagens por dia e tem parceria com 32 companhias.

Em agosto, a empresa recebeu um investimento de R$ 5 milhões da LIH e do Grupo Rocket Internet.

90 livros para ler antes de morrer

Até o último dia em que você viver, haverá uma lista imensa de livros que podem ser lidos. No site Universia Brasil  existem mais de 90 clássicos da literatura mundial. Tudo de graça, prontos para o download.
 
Na lista, obras como “Madame Bovary”, de Gustave Flaubert; “Fausto”, de Goethe; “A Divina Comédia”, de Dante Alighieri e muito mais.

 Veja a lista completa no site da Universia 

1. Baixe o livro O Retrato de Dorian Gray, de Oscar Wilde (em Inglês) 
2. Baixe o livro Recordações da Casa dos Mortos, de Fiódor Dostoievski (em Inglês)
3. Baixe o livro Os Irmãos Karamazov, de Fiódor Dostoievski (em Inglês)
4. Baixe o livro Guerra e Paz, de Leon Tolstoi (em Inglês)
5. Baixe o livro A Moreninha, de Joaquim Manuel de Macedo
6. Baixe o livro Assim Falava Zaratustra, de Nietzsche (em Inglês)
7. Baixe o livro Orgulho e Preconceito, de Jane Austen
8. Baixe o livro Os Miseráveis, de Victor Hugo
9. Baixe o livro Hamlet, de William Shakespeare
10. Baixe o livro Coração das Trevas, de Joseph Conrad
11. Baixe o livro Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski
12. Baixe o livro O Processo, de Franz Kafka
13. Baixe o livro Moby Dick, de Herman Melville
14. Baixe o livro Robinson Crusoé, de Daniel Defoe
15. Baixe o livro Dom Quixote – (Volume II), de Miguel de Cervantes
16. Baixe o livro Dom Quixote – (Volume I), de Miguel de Cervantes
17. Baixe o livro As Viagens de Guliver, de Jonathan Swift 
18. Baixe o livro O Príncipe, de Maquiavel
19. Baixe o livro Os Sertões, de Euclides da Cunha
20. Baixe o livro Madame Bovary, de Gustave Flaubert
21. Baixe o livro Fausto, de Goethe
22. Baixe o livro Memórias Póstumas de Brás Cubas, de Machado de Assis
23. Baixe o livro A Divina Comédia, de Dante Alighieri
25. Baixe o livro Do Livro do Desassossego, de Fernando Pessoa
26. Baixe o livro Os Maias, de Eça de Queirós
27. Baixe o livro Memórias de um Sargento de Milícias, de Manuel Antônio de Almeida
28. Baixe o livro o livro Utopia, de Thomas More
29. Baixe o livro Senhora, de José de Alencar 
30. Baixe o livro Poesias Inéditas, de Fernando Pessoa
31. Baixe o livro Poemas Traduzidos, de Fernando Pessoa
32.  Baixe o livro Poemas de Álvaro de Campos, de Fernando Pessoa
33. Baixe o livro Pai Contra Mãe, de Machado de Assis
34. Baixe o livro O Pastor Amoroso, de Fernando Pessoa
35. Baixe o livro O Mercador de Veneza, de William Shakespeare
36. Baixe o livro O Guardador de Rebanhos, de Fernando Pessoa
37. Baixe o livro O Guarani, de José de Alencar
38. Baixe o livro O Eu Profundo e os Outros Eus, de Fernando Pessoa
39. Baixe o livro O Espelho, de Machado de Assis
40. Baixe o livro O Cortiço, de Aluísio Azevedo
41. Baixe o livro O Alienista, de Machado de Assis
42. Baixe o livro Iracema, de José de Alencar
43. Baixe o livro Este Mundo da Injustiça Globalizada, de José Saramago
44. Baixe o livro Édipo-Rei, de Sófocles
45. Baixe o livro Dom Casmurro, de Machado de Assis
46. Baixe o livro Cancioneiro, de Fernando Pessoa
47. Baixe o livro Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente
48. Baixe o livro Arte Poética, de Aristóteles
49. Baixe o livro A Volta ao Mundo em 80 Dias, de Julio Verne
50. Baixe o livro A Igreja do Diabo, de Machado de Assis
51. Baixe o livro A Esfinge sem Segredo, de Oscar Wilde
52. Baixe o livro A Carta, de Pero Vaz Caminha
53. Baixe o livro A Cartomante, Machado de Assis
54. Baixe o livro A Alma Encantadora das Ruas, de João do Rio
55.Baixe o livro Reliquiae, de Florbela Espanca 
56. Baixe o livro Poemas Selecionados, de Florbela Espanca 
57. Baixe O Livro d’Ele, de Florbela Espanca 
58. Baixe o Livro de Sóror Saudade, de Florbela Espanca
59. Baixe o Livro de Mágoas, de Florbela Espanca
60. Baixe o livro Charneca em Flor, de Florbela Espanca 
62. Baixe o livro A Mensageira das Violetas, de Florbela Espanca 
63. Baixe grátis o livro Grimm’s Fairy Stories, Irmãos Grimm
64. Baixe o livro The Happy Prince and Other Tales, Oscar Wilde 
65. Faça o download grátis do livro Three Sermons, Three Prayer, de Jonathan Swift
66. Faça o download grátis do livro A Tale of a Tub, de Jonathan Swift
67. Baixe grátis o livro Til, de José de Alencar
68. Baixe o livro Viagens na minha terra, de Almeida Garrett
69. Baixe o livro Projeto Comédia Popular Brasileira da Fraternal Campanha de Artes e Malas-Artes (1993-2008), de Roberta Cristina Ninin
70. Baixe o livro Lira Dissonante, de Fabiano Rodrigo da Silva Santos
71. Circos e Palhaços Brasileiros, de Mário Fernando Bolognesi
72. Baixe o livro Tarde, de Olavo Bilac 
73. Baixe o livro O Caçador de Esmeraldas, de Olavo Bilac 
74. Baixe o livro As Viagens, de Olavo Bilac
75. Baixe o livro Alma Inquieta, de Olavo Bilac 
76.  Baixe o livro O triste fim de Policarpo Quaresma, de Lima Barreto
77. Faça o download grátis do livro Ilíada, de Homero
78. Baixe grátis o livro Esaú e Jacó, de Machado de Assis
79. Baixe o livro O Navio Negreiro, de Castro Alves
80. Baixe o livro Macbeth, de William Shakespeare
81. Baixe o livro Drácula, de Bram Stoker
82. Baixe o livro A Escrava Isaura, de Bernardo Guimarães
83. Baixe o livro Brás, Bexiga e Barra Funda, de Antônio de Alcântara Machado
84. Baixe o livro Um coração simples, de Gustave Flaubert
85. Baixe o livro Lucíola, de José de Alencar
86. Baixe o livro Anna Karenina, de Liev Tolstoi
87. Baixe o livro O Anticristo, de Friederich Nietzsche
88. Baixe o livro A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas
89. Baixe o livro Mágico de Oz, de L. Frank Baum
90. Baixe o livro Os Lusíadas, de Luis de Camões

Fonte: Catraca Livre

Baixe mais de 1 milhão de livros de forma legal

Informações do Jornal Opção

Open Library é um projeto de software e dados abertos que pretende catalogar e digitalizar todos os livros já publicados ao redor no mundo.
Desenvolvido sem fins lucrativos pelo Internet Archive e financiado por doações, o site convida todos os usuários a adicionar um livro, programar e colaborar com a revisão.
Atualmente o projeto já catalogou 20 milhões de livros e mais de 1 milhão de títulos já estão disponíveis para download ou leitura on-line nos formatos PDF, ePub, Plain text, DAISY, ePub, MOBI e DjVu. Podem ser encontrados livros em cerca de 50 idiomas.

Entre o acervo é possível encontrar preciosidades históricas de museus, universidades e instituições religiosas, além de possuir aproximadamente 200 mil títulos juridicamente protegidos pertencentes a 350 bibliotecas de 80 países. Para solicitar um livro emprestado basta se cadastrar. Os livros fiquem disponíveis por duas semanas. Para fazer download ou ler online não há necessidade do cadastro.
Acesse o site openlibrary.org.

Fonte: Catraca Livre

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

Desafio oferece capacitação e prêmio de R$ 15 mil para microempreendedoras de SP

Microempreendedoras da Grande São Paulo podem se inscrever até 6 de novembro no projeto Pequenas Gigantes – Desafio São Paulo para Microempresas. A inciativa do Instituto Walmart e Aliança Empreendedora pretende revelar, capacitar e premiar mulheres  que conduzem pequenos negócios na região.

Durante os meses de novembro e dezembro, 30 empreendedoras serão selecionadas, e participarão de quatro encontros, com duração de oito horas cada. Neles, vão receber instrução em temas como autoimagem, liderança  e construção de relacionamentos. De acordo com a organização do projeto, a ideia é estimular as empreendedoras a usarem sua própria rede de contatos para criar oportunidades que promovam seus negócios

Ao final dos encontros, um desafio premiará três participantes da capacitação. Cada vencedora receberá R$ 5 mil para investir no crescimento ou estabilização do seu empreendimento.
Mais informações sobre inscrição e regulamento para participação no processo seletivo podem ser obtidas no site www.pequenasgigantes.org.br.

Fonte: Catraca Livre

Celebre os 20 anos de Cinusp com sessões gratuitas

Em 13 de outubro de 1993, um espaço dedicado ao cinema e, principalmente, àqueles que apreciam a 7ª Arte surgiu na Cidade Universitária. Batizado de Cinusp, o projeto reuniu trabalhos de diversos cineastas e levou ao público os muitos gêneros que surgiram – e continuam a surgir – ao longo da história.

Até o dia 30 deste mês, as duas salas – Cidade Universitária e Maria Antônia – exibirão uma retrospectiva dos grandes destaques que compuseram a programação nesses 20 anos de cinema gratuito. Longas como “Oldboy”, “Trainspotting” e “Baile Perfumado”, filme brasileiro que “resgatou” o cinema pernambucano.

Veja abaixo mais informações sobre alguns destaques da mostra “20 anos de Cinusp”:
 
O que
Mostra de cinema em comemoração aos 20 anos do Cinusp
Quando:
  • diariamente de 4 (Sex) a 30/10 (Qua)
    • das 16:00 às 20:00
Quanto
 
Degrátis
 
Onde
 
Rua do Anfiteatro, 181 - Colméia favo 4 Cidade Universitária, Butantã - Oeste São Paulo (11) 3091-3540

Cinusp Maria Antônia
Rua Maria Antonia, 294
Consolação - Centro
São Paulo

Fonte: Catraca livre

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Música: entenda porque a disciplina se tornou obrigatória na escola

Conheça a lei que determina a obrigatoriedade do ensino de música em todas as escolas do país a partir de 2012

 
Reportagem de Cynthia Costa, Juliana Bernardino e Mariana Queen

Foto: Claudia Marianno
Foto: Segundo Sonia Regina Albano de Lima, diretora regional da Associação Brasileira de Ensino Musical, a música contribui para a formação integral do indivíduo
Especialistas afirmam que o ensino de música nas escolas deve trabalhar a coordenação motora, o senso rítmico e melódico

Todas as escolas públicas e privadas do Brasil devem incluir o ensino de música em suas grades curriculares. A exigência surgiu com a lei nº 11.769, sancionada em 18 de agosto de 2008, que determina que a música deve ser conteúdo obrigatório em toda a Educação Básica. "O objetivo não é formar músicos, mas desenvolver a criatividade, a sensibilidade e a integração dos alunos", diz a professora Clélia Craveiro, conselheira da Câmara de Educação Básica do CNE (Conselho Nacional de Educação).
Especial MPB Especial Música Popular Brasileira
Dicas, jogos e reportagens para você aprender mais sobre a Música Popular Brasileira

Nas escolas, a música não deve ser necessariamente uma disciplina exclusiva. Ela pode integrar o ensino de arte, por exemplo, como explica Clélia Craveiro: "Antigamente, música era uma disciplina. Hoje não. Ela é apenas uma das linguagens da disciplina chamada artes, que pode englobar ainda artes plásticas e cênicas. A ideia é trabalhar com uma equipe multidisciplinar e, nela, ter entre os profissionais o professor de música. Cada escola tem autonomia para decidir como incluir esse conteúdo de acordo com seu projeto político-pedagógico". Apesar de ser uma boa iniciativa, o trabalho com equipes multidisciplinares para o ensino de música não tem acontecido de forma satisfatória nas instituições de ensino. "De qualquer maneira, trabalhar de forma interdisciplinar ou multidisciplinar em escolas de educação básica é uma tarefa complicada", afirma Clélia.
É necessário prestar atenção se o seu filho está tendo aulas de música com uma equipe adequada ou mesmo se esse tipo de aula está sendo oferecida na escola dele, como diz a lei. De acordo com a Lei de Diretrizes e Bases de 1996, só estão autorizados a lecionar na educação básica os professores com formação em nível superior, ou seja, profissionais que tenham cursado a licenciatura em Universidades e Institutos Superiores de Educação na área em que irão atuar. No entanto, há uma enorme carência de profissionais com formação superior em Música capacitados para lecionar.

Entenda mais detalhes dessa lei para que você possa compreender e exigir a aplicação dela na escola do seu filho.

terça-feira, 15 de outubro de 2013

Em jogo virtual, cerca de 30 mil alunos aprenderão como prevenir acidentes


Ação é uma parceria da Educação com a Coordenadoria Estadual de Defesa Civil

 













Jogo virtual da Educação alerta sobre acidentes domésticos



Inscrição para público externo no Seminário de Proteção Escolar é prorrogada para dia 26
Descubra como produzir uma boa redação na dica do EducaSP em 1 Minuto
“O Acessa Escola é um aliado da educação”, diz professora que estimula uso da tecnologia nas aulas

 Em uma viagem para o litoral, Aline da Cruz Dutra, aluna do Ensino Médio da E.E. Professor Benedito Tolosa, passou por uma situação de risco quando enfrentou uma forte chuva com raios na praia. “Não sabia o fazer e corri em uma área aberta, algo totalmente errado", conta. A atitude correta para uma situação como essa pode ser vista no jogo virtual “Defesa Civil: A Aventura”, lançado nessa segunda-feira (23), pela Educação em parceria com Coordenadoria Estadual de Defesa Civil da Secretaria da Casa Militar.

O game ensinará os estudantes da rede estadual a como prevenir acidentes domésticos. No total, são 30 mil vagas para alunos a partir do 6º ano do Ensino Fundamental até o Ensino Médio. As inscrições serão abertas a partir de 1° de outubro, mesma data do início do curso, por meio do site da EVESP. Uma vez inscrito, o aluno poderá começar o curso automaticamente.

O jogo foi elaborado pela Escola Virtual de Programas Educacionais (EVESP), órgão da Secretaria, que criou o ambiente virtual de aprendizagem. Já o conteúdo foi feito por técnicos da Defesa Civil, embasado nas estratégias preventivas de acidentes como queimaduras, afogamentos, deslizamentos e inundações.

"A parceria com a Defesa Civil faz com que o ambiente virtual exerça um papel pioneiro e transforme o estudante em um ator de prevenção na sua comunidade escolar, família e vizinhança", afirma o secretário da Educação, Herman Voorwald.

Personagens e história do game

Para aproximar a temática dos alunos, o jovem participante atuará com um avatar chamado "Guto" e sua missão será tornar todos os ambientes virtuais seguros, que reproduzem situações reais. São nove módulos e cada fase do jogo virtual retrata um cenário diferente, como áreas abertas em dias de chuva, construção próxima a encostas e uma casa com 'armadilhas' como panela de pressão mal utilizada, caixa d'água aberta e lixo jogado em local inadequado.

Para passar de fase no game é preciso cumprir todas as tarefas preventivas e ainda orientar as comunidades sobre como evitar problemas. Em todas as etapas há premiações com medalhas indicando o aproveitamento e orientando como melhorar o rendimento. O aluno que cumpre todas as etapas recebe certificado.

Fonte: Secretaria de Educação  do Estado de São Paulo.

Dica de leitura - As aventuras de Bambolina

Reportagem de  Denise Martins

Hoje se comemora o Dia do Professor e o Dia do Consumidor Consciente. Para lembrar estas datas, daremos a dica de um livro que promove a educação para o consumo e trata do consumismo infantil.

Contada inteiramente com imagens, “As aventuras de Bambolina”, de Michele Iacocca (editora Ática) nos leva a refletir sobre questões que envolvem o consumo. A boneca de pano Bambolina é abandonada por sua dona quando ela ganha outra de presente. A partir daí, Bambolina passa de mão em mão até ser jogada no lixo. Seria este seu destino final? Um brinquedo usado pode ganhar uma nova vida?
Este livro está disponível para consulta e empréstimo na Biblioteca de São Paulo e na Rede de Bibliotecas Municipais da cidade de São Paulo. Para conhecer outras bibliotecas municipais no Estado, clique aqui.
"As aventuras de Bambolina" faz parte do acervo da Biblioteca Animada do Procon-SP, atividade que leva noções de direitos do consumidor para as crianças e incentiva a leitura.

segunda-feira, 14 de outubro de 2013

Game educativo sobre resolução de conflitos é testado na ECA

Estão abertas as inscrições para um teste do game educativo Conflitos Globais, desenvolvido pela empresa dinamarquesa Serious Games Interactive e traduzido para o português por meio de um projeto que teve a curadoria de Gilson Schwartz, professor do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento.

Premiado internacionalmente, o jogo tem como objetivo transformar as práticas pedagógicas em escolas e organizações voltadas à resolução de conflitos. Ele reúne uma série de episódios de conflitos em diferentes partes do mundo – como Afeganistão, México, Uganda e Bangladesh – e propõe aos docentes que explorem com os alunos as questões históricas, religiosas, sociais, econômicas e políticas por trás dos acontecimentos. O playtest é promovido pelo Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre Futebol e Modalidades Lúdicas (Ludens), em parceria com o Cidade do Conhecimento e com apoio da rede internacional Games for Change.

A atividade está marcado para o dia 15 de outubro, das 19 às 22 horas, no Núcleo de Informática em Comunicação e Artes. O núcleo fica na Sala 104 do Prédio Central da ECA . As inscrições podem ser feitas pelo site do Ludens ou diretamente pelo formulário. Os interessados devem escolher o horário de uma das três sessões disponíveis. As vagas são limitadas.
 
Fonte: Catraca Livre
Estão abertas as inscrições para um teste do game educativo Conflitos Globais, desenvolvido pela empresa dinamarquesa Serious Games Interactive e traduzido para o português por meio de um projeto que teve a curadoria de Gilson Schwartz, professor do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento.
Premiado internacionalmente, o jogo tem como objetivo transformar as práticas pedagógicas em escolas e organizações voltadas à resolução de conflitos. Ele reúne uma série de episódios de conflitos em diferentes partes do mundo – como Afeganistão, México, Uganda e Bangladesh – e propõe aos docentes que explorem com os alunos as questões históricas, religiosas, sociais, econômicas e políticas por trás dos acontecimentos. O playtest é promovido pelo Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre Futebol e Modalidades Lúdicas (Ludens), em parceria com o Cidade do Conhecimento e com apoio da rede internacional Games for Change.
A atividade está marcado para o dia 15 de outubro, das 19 às 22 horas, no Núcleo de Informática em Comunicação e Artes. O núcleo fica na Sala 104 do Prédio Central da ECA . As inscrições podem ser feitas pelo site do Ludens ou diretamente pelo formulário. Os interessados devem escolher o horário de uma das três sessões disponíveis. As vagas são limitadas.
- See more at: http://www.eventos.usp.br/?events=game-educativo-sobre-resolucao-de-conflitos-e-testado-na-eca#sthash.qE2pJFXt.dpuf
Estão abertas as inscrições para um teste do game educativo Conflitos Globais, desenvolvido pela empresa dinamarquesa Serious Games Interactive e traduzido para o português por meio de um projeto que teve a curadoria de Gilson Schwartz, professor do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento.
Premiado internacionalmente, o jogo tem como objetivo transformar as práticas pedagógicas em escolas e organizações voltadas à resolução de conflitos. Ele reúne uma série de episódios de conflitos em diferentes partes do mundo – como Afeganistão, México, Uganda e Bangladesh – e propõe aos docentes que explorem com os alunos as questões históricas, religiosas, sociais, econômicas e políticas por trás dos acontecimentos. O playtest é promovido pelo Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre Futebol e Modalidades Lúdicas (Ludens), em parceria com o Cidade do Conhecimento e com apoio da rede internacional Games for Change.
A atividade está marcado para o dia 15 de outubro, das 19 às 22 horas, no Núcleo de Informática em Comunicação e Artes. O núcleo fica na Sala 104 do Prédio Central da ECA . As inscrições podem ser feitas pelo site do Ludens ou diretamente pelo formulário. Os interessados devem escolher o horário de uma das três sessões disponíveis. As vagas são limitadas.
- See more at: http://www.eventos.usp.br/?events=game-educativo-sobre-resolucao-de-conflitos-e-testado-na-eca#sthash.qE2pJFXt.dpuf
Estão abertas as inscrições para um teste do game educativo Conflitos Globais, desenvolvido pela empresa dinamarquesa Serious Games Interactive e traduzido para o português por meio de um projeto que teve a curadoria de Gilson Schwartz, professor do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento.
Premiado internacionalmente, o jogo tem como objetivo transformar as práticas pedagógicas em escolas e organizações voltadas à resolução de conflitos. Ele reúne uma série de episódios de conflitos em diferentes partes do mundo – como Afeganistão, México, Uganda e Bangladesh – e propõe aos docentes que explorem com os alunos as questões históricas, religiosas, sociais, econômicas e políticas por trás dos acontecimentos. O playtest é promovido pelo Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre Futebol e Modalidades Lúdicas (Ludens), em parceria com o Cidade do Conhecimento e com apoio da rede internacional Games for Change.
A atividade está marcado para o dia 15 de outubro, das 19 às 22 horas, no Núcleo de Informática em Comunicação e Artes. O núcleo fica na Sala 104 do Prédio Central da ECA . As inscrições podem ser feitas pelo site do Ludens ou diretamente pelo formulário. Os interessados devem escolher o horário de uma das três sessões disponíveis. As vagas são limitadas.
- See more at: http://www.eventos.usp.br/?events=game-educativo-sobre-resolucao-de-conflitos-e-testado-na-eca#sthash.qE2pJFXt.dpuf
Estão abertas as inscrições para um teste do game educativo Conflitos Globais, desenvolvido pela empresa dinamarquesa Serious Games Interactive e traduzido para o português por meio de um projeto que teve a curadoria de Gilson Schwartz, professor do Departamento de Cinema, Rádio e Televisão da Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e coordenador do grupo de pesquisa Cidade do Conhecimento.
Premiado internacionalmente, o jogo tem como objetivo transformar as práticas pedagógicas em escolas e organizações voltadas à resolução de conflitos. Ele reúne uma série de episódios de conflitos em diferentes partes do mundo – como Afeganistão, México, Uganda e Bangladesh – e propõe aos docentes que explorem com os alunos as questões históricas, religiosas, sociais, econômicas e políticas por trás dos acontecimentos. O playtest é promovido pelo Núcleo Interdisciplinar de Pesquisas sobre Futebol e Modalidades Lúdicas (Ludens), em parceria com o Cidade do Conhecimento e com apoio da rede internacional Games for Change.
A atividade está marcado para o dia 15 de outubro, das 19 às 22 horas, no Núcleo de Informática em Comunicação e Artes. O núcleo fica na Sala 104 do Prédio Central da ECA . As inscrições podem ser feitas pelo site do Ludens ou diretamente pelo formulário. Os interessados devem escolher o horário de uma das três sessões disponíveis. As vagas são limitadas.
- See more at: http://www.eventos.usp.br/?events=game-educativo-sobre-resolucao-de-conflitos-e-testado-na-eca#sthash.qE2pJFXt.dpuf

segunda-feira, 7 de outubro de 2013

Quer saber mais sobre o seu municipio? Cepam lança novo site e apresenta perfil dos 645 municípios paulistas

O site do Cepam foi reformulado e, agora, cada município tem página própria, dedicada a traçar o perfil geral da cidade.

O site do Cepam está de cara nova e, agora, cada um dos 645 municípios paulistas tem página própria, dedicada a traçar o perfil geral da cidade.

São fotos dos principais pontos e os aspectos peculiares que caracterizam cada localidade, considerando, para isso, suas principais riquezas e curiosidades, entre as quais, títulos promocionais, prêmios, culinária regional, origem do nome, circuitos turísticos, economia, parques, acervo artístico, produção artesanal, exposições e feiras, etc. O foco é valorizar a vocação principal de cada cidade, distinguindo-as entre si.

Dados sistematizados no Informativo Cepam complementam os textos. Para cada cidade, são presentados: área, população, eleitores, Região Administrativa, Índice Paulista de Responsabilidade Social (IPRS), bacia hidrográfica, receita tributária própria, Fundo de Participação dos Municípios (FPM) e Quota-Parte Municipal do Imposto Sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (QPM-ICMS).

Também são fornecidos o nome, partido político e aniversário dos prefeitos e presidentes de câmara, assim como endereço, telefone, fax, e-mail e site das prefeituras e câmaras. Os municípios aniversariantes do dia têm posição de destaque na página inicial do site, bem como os últimos tweets do perfil oficial do Cepam no Twitter.

No site, o menu Institucional traz informações como: Quem somos, Direção, História, Licitações e Contratos. Em Notícias, é possível acessar todo o histórico dos assuntos publicados, além de conferir fotos e vídeos de eventos promovidos pelo Cepam.

Em Cursos e Eventos, está disponibilizada a agenda completa do ano e também material de apoio de capacitações anteriores. Em Conhecimento, há artigos com temas de interesse municipal e as publicações editadas pela Instituição.

É possível, ainda, acompanhar o andamento de projetos e conferir todos os que já foram realizados. O contato com o Cepam pode ser feito pelos canais disponíveis no site e também nos endereços para o perfil nas redes sociais Célula de Inovação do Município – Rede CIM, Facebook, Google+, Picasa e Twitter.

Acesse a página Municípios Paulistas!

Fonte: Cepam

METRÔ LANÇA APLICATIVO PARA SMARTPHONES


A INFORMAÇÃO NA PALMA DA MÃO
METRÔ LANÇA APLICATIVO PARA SMARTPHONES

Quer saber como se deslocar de metrô pela cidade? Agora ficou mais fácil para todos que possuem um smartphone. Um aplicativo acaba de ser lançado pelo Metrô de São Paulo e oferece pelo celular tudo o que de mais importante você precisa saber sobre esse meio de transporte. Nas lojas de Apps (aplicativos), você poderá "baixar" gratuitamente o aplicativo para smartphone Android, com o nome METRÔ DE SÃO PAULO OFICIAL, que está disponível também na versão em inglês. Nos próximos dias estará disponível a versão para smartphone IOS.
São cinco as funcionalidades que o aplicativo apresenta na sua tela inicial:
  • Para Onde Você Vai - simula passo-a-passo o caminho mais rápido entre duas estações, seu tempo e custo esperados, mapas dos arredores etc;
  • Mapa da Rede - mapa visual com todas as linhas do Metrô, CPTM e corredores da EMTU;
  • Linhas e Estações - mostra todas as linhas e estações, seus horários de funcionamento, localização etc;
  • Informações - diversas, tais como: tarifas, telefones úteis etc;
  • Direto do Metrô - apresenta em tempo real o status operacional de todas as linhas.
Com mais essa facilidade, o Metrô pretende manter seus usuários bem informados sobre tudo o que está acontecendo no sistema, sempre com transparência para que todos sintam-se seguros e confiantes quanto ao serviço prestado. É mais uma forma de aproximar as pessoas e reafirmar-se como empresa socialmente responsável, com o objetivo de facilitar os deslocamentos, não só ao trabalho, mas também ao lazer, à convivência sociofamiliar e à cultura, essenciais à qualidade de vida dos usuários e da população da cidade de São Paulo.
Agora que você já sabe, "baixe" gratuitamente o seu aplicativo METRÔ DE SÃO PAULO OFICIAL na loja virtual.

Fonte:Metrô


sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Aplicativo denuncia quem estaciona ilegalmente em vaga para deficientes

Reportagem de Thiago Montero (estudante do 4° semestre do curso de Jornalismo da ESPM)
divulgação
divulgação


Aplicativo permite identificar infrações em menos de dois minutos.

Estacionar em vaga especial quando não se é especial. Hoje, essa situação acontece em muitos lugares. Quando você se depara com isso, o que você faz? Deixa passar, tira satisfação com o motorista do veículo ou fotografa e coloca na rede social? A última opção tem sido bastante escolhida pelas pessoas.

Segundo a lei federal nº 10.098, pelo menos 2% do total de vagas de um estacionamento devem ser reservadas para veículos que transportem pessoas portadoras de deficiência física ou visual, desde que devidamente identificados.

Foi com essa ideia que surgiu a criação de um aplicativo que acusa esses infratores. O Parking Mobility permite denunciar violações de estacionamento em menos de dois minutos. Tudo funciona com apenas três fotos. A primeira deve ser da traseira do carro, indicando a placa, a marca e o modelo. A segunda, mais ampla, precisa mostrar o veículo, o estacionamento e o local reservado para deficientes. A última foto é do pára-brisa dianteiro, permitindo saber se o carro é ou não autorizado a estacionar no local.

Depois dessas etapas, o denunciante deve compartilhar com outros usuários ou encontrar locais para portadores de deficiência em qualquer lugar, sempre a partir de sua localização atual.

O aplicativo, gratuito, está disponível para Android, Iphone, Ipad, Ipod touch e Blackberry.