Uma iniciativa que começou como brincadeira no Dia do Livro quer fazer as pessoas repensarem no valor material que dão às coisas

O dia do livro já foi comemorado (no dia 23 de abril), mas uma de suas iniciativas vale a atenção durante todo o ano. Ela surgiu na Espanha cerca de três anos atrás e tem o sugestivo nome de “1010 Ways To Buy A Book Without Money” ( ou 1010 Maneiras de Comprar Um Livro Sem Dinheiro).
divulgação
divulgação
O projeto propõe que o dinheiro seja trocado por ações mais ou menos complexas que façam bem à comunidade
A ideia é que, na data festiva, os livreiros e livrarias vendam seus produtos por ações que os clientes façam na hora. Cada livro ganha um “preço” como ligar para a mãe e declarar o amor por ela, fazer um moonwalk, convidar alguém para dançar na rua e até mesmo fazer algum desconhecido sorrir.
Mas a intenção do projeto, criado pela agência de publicidade Carlitos e Patricia, de Barcelona, não é promover a bizarrice ou fazer alguém passar vergonha. O objetivo é que todas as ações usadas como moeda de troca representem algo positivo para a sociedade. Há livros “caros”, por exemplo, que custam uma doação de sangue ou uma promessa de abandonar o cigarro.
A ideia já saiu de Barcelona. Neste ano, edições do evento aconteceram em diversas cidades do mundo, sempre com a intenção de incentivar a troca de ações por livros. A meta do projeto, contudo, é que outros objetos e serviços passem a ser “vendidos” da mesma forma. Assim, seria espalhada entre as pessoas a cultura do “buy without money” e elas poderiam repensar no valor (quase sempre material) que dão às coisas.