quarta-feira, 3 de abril de 2013

Fundação Lemann disponibiliza vídeo-aulas gratuitas


Produzido pela ONG internacional Khan Academy, o material possui versão em português

Reportagem de Vinicius Santos.

SELEÇÃO NATURAL

NÚMEROS PRIMOS


REFRIGERAÇÃO DE ÁGUA


Educação para todos. Tal frase pode soar como pura utopia. Em muitos aspectos, ela realmente é utópica. Mas nem tudo deve ser considerado distante o bastante para que se abandone a busca por melhorias. O tempo passa, os problemas continuam e as soluções se reinventam. As novas tecnologias, aliadas aos velhos anseios por uma sociedade mais educada, trazem alternativas para as falhas no sistema de ensino. Um exemplo claro destas tentativas de facilitar o acesso ao conhecimento são as vídeo-aulas.
Fundação Lemann, criada pelo empresário brasileiro Jorge Paulo Lemann, adotou como objetivo melhorar aquilo que deveria ser a “espinha dorsal” da sociedade: a educação pública. A ferramenta utilizada para ajudar nesta missão foi a ONG Khan Academy. Com vídeo-aulas didáticas, o projeto aborda diferentes disciplinas, como Biologia, Física, Química e Aritmética.
As aulas são narradas em português e contam com animações que ilustram o conteúdo apresentado. Daniela Caldeirinha, Coordenadora de Projetos da fundação, explica que os vídeos precisam não só de tradução, mas também de edição.
“Temos que reescrever as frases, uma vez que elas vêm em inglês. É preciso, pois senão o vídeo acaba perdendo o sentido”, afirma. A iniciativa de trazer o programa para o Brasil e traduzi-lo surgiu da parceria entre a Fundação Lemann, o Instituto Natura e o Instituto Península. No site,  o usuário pode acessar um módulo de exercícios e um painel para acompanhar seu desempenho.
Da web para as salas de aula
O material também será levado para as escolas públicas. A fundação realizará um projeto piloto em 6 turmas de 5º ano (antiga 4ª série) de escolas municipais de São Paulo. Com isso, ela busca contribuir para a melhoria do desempenho dos estudantes, além de experimentar o método de ensino nas salas de aula.
As primeiras experiências estão previstas para março e não vão contar apenas com vídeos. “Levaremos uma versão simplificada do software da Khan e exercícios para os estudantes”, conta a coordenadora. O resultado das atividades ajudará os professores a identificar dificuldades que os jovens têm em determinadas matérias e também novos talentos.
Todos aqueles que têm interesse em ampliar o conhecimento podem usufruir da ferramenta gratuita. Escolha sua disciplina e boa aula!
Fonte: Catraca Livre
Postar um comentário