sexta-feira, 8 de fevereiro de 2013

Projeto impulsiona ideias empreendedoras de jovens de baixa renda


O programa Hub Fellowship “incuba” dentro do escritório colaborativo jovens que queiram alavancar ideias de impacto social

Algumas pessoas são capazes de criar empresas ou desenvolver projetos que, ao mesmo tempo, gerem lucro e tenham impacto social, mas não têm oportunidade de colocá-los em prática. A falta de ajuda, incentivo ou de apenas um “empurrão” pode ser o fator principal para que o mundo perca um projeto de transporte público gratuito, um sistema sustentável de entregas ou até um plano de moeda própria, local e popular.
Por isso é importante chamar a atenção para iniciativas como o programa Hub Fellowship Empreendedores Sociais Criativos, que pesquisa e incuba projetos idealizados por jovens de baixa renda voltados para a economia criativa.
O QUE É O HUB
O Hub São Paulo é um escritório colaborativo que reúne empreendedores, prestadores de serviços, intraempreendedores, organizações e empresas que procuram participar de uma rede global de “transformadores sociais” e “promotores de mudança”
A intenção é encontrar, apoiar e desenvolver dentro do próprio HUB empreendimentos que lidem com criação, produção e distribuição de produtos e serviços que usam o conhecimento, a criatividade e o capital intelectual como principais recursos produtivos. Isto é, projetos que envolvam música, teatro, cinema, exposições, moda, design, artesanato, tecnologia, entre outros.
Os “alvos” do projeto são jovens que já possuam um negócio do tipo ou pelo menos tenham começado a colocar em prática suas ideias. De todos os inscritos, 30 são selecionados para a fase de “aprendizado”. Nela, os jovens se encontram periodicamente com os organizadores do projeto para discutir em grupo temas como modelos de negócio, gestão, produtos, serviços e testes no mercado.
divulgaçãodivulgação
A intenção é encontrar jovens empreendedores que já tenham ideias de impacto
Mas o mais importante desta fase, segundo os organizadores, é o processo de autoconhecimento pelo qual passam os jovens. Durante esse período eles desenvolvem sua visão de mundo e aprendem como associá-la com um empreendimento de impacto social, cultural, ambiental ou de qualquer outro tipo.
Incubando
A edição atual do projeto já fechou o grupo de jovens. Em breve, três serão escolhidos para passarem o resto do ano sendo “incubados” no Hub, isto é, sendo apresentados às redes locais e globais de empreendedores sociais e recebendo apoio necessário de back office.
Quem tiver interesse em participar das próximas edições pode acompanhar os processos pela página do projeto na internet, onde também podem ser encontradas mais informações.
Fonte: Catraca Livre
divulgaçãodivulgação
Nos encontros,  os jovens desenvolvem habilidades técnicas e pessoais

Postar um comentário