segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Sites ajudam a escolher curso on-line gratuito


Reportagem de  Patrícia Gomes, do PorVir

Um belo dia você ouve que grandes universidades do mundo e outras tantas organizações estão dando cursos gratuitos pela internet e se interessa em ver do que se trata – afinal, é de graça, não é? Aí você começa a procurar e descobre, indo de site em site, que só em programação são dezenas, talvez centenas de opções. A Codecademy é só voltada para o tema e oferece, entre inúmeras possibilidades, “o verdadeiro curso de iniciação à programação”. O Coursera, que começou com cursos de Stanford, Michigan, Pennsylvania e Princeton e hoje já reúne 33 grandes universidades, tem um chamado “linguagens de programação”. A Udacity tem aulas inteligência artificial. O edX, do MIT e de Harvard, também tem aulas no ramo. Fora da área da ciência da computação, são muitas outras alternativas. A lista, de tão grande, desanima. Dois sites recém-lançados, o Course Talk e o Knollop, no entanto, estão ajudando os alunos a fazerem suas escolhas.
Getty ImagesGetty Images
Dois sites recém-lançados, o Course Talk e o Knollop, podem ajudar na escolha do curso
Neles, o usuário pode procurar por um tema de seu interesse e encontrar, em um só clique, os cursos relacionados ao termo nas mais diversas universidades e organizações que oferecem cursosgratuitos pela web – cada um dos sites tem sua carta de instituições, mas elas incluem Coursera, edX, Udacity, Udemy, Khan Academy e outras iniciativas. Feita a busca, na lista de resultados, o interessado pode ver informações sobre cada um dos cursos e o que é melhor: ter acesso a críticas feitas por quem já fez o curso, com estrelinhas e tudo, bem ao estilo de avaliações de filmes em cartaz. Depois, outros usuários podem dizer se gostaram ou não do comentário.
Assim, um interessado em poesia americana moderna e contemporânea, por exemplo, pode ver pelo Knollop, lançado em outubro, que há quatro cursos disponíveis sobre o tema, dois no MIT OpenCourseWare, um na Udemy e um no Coursera, oferecido pela Pennsylvania. Este último tem 12 críticas, todas atribuindo cinco estrelas e comentários elogiosos às aulas. Fazendo a mesma busca no Course Talk, uma única opção aparece, o curso da Pennsylvania. Ali, é possível ver 114 críticas, a mais recente delas feita ontem mesmo. “Eu aprendi muito neste semestre. Foi, de longe, a melhor aula de literatura que eu já tive. Ela me desafiou de várias formas”, disse o usuário Elliot Holt.
Para Jesse Spaulding, fundador do Course Talk, além de agregar cursos em um só lugar e trazer críticas de usuários, sua plataforma tem outra funcionalidade muito útil na hora de escolher um curso para estudar: a de apontar opções de cursos com características semelhantes. “Com ela, quando você acha um curso que você está interessado, fica fácil encontrar outros que você pode gostar”, diz o jovem, que fundou o site há dois meses, depois de frequentar cursos gratuitos on-line e perceber que havia um movimento importante ocorrendo na educação – área com a qual nunca havia trabalhado antes. “É uma época muito estimulante para trabalhar com educação por causa de toda a inovação que estamos vendo acontecer. O fato de as melhores universidades do mundo estarem se envolvendo com esses tipos de curso dá credibilidade para a área”, afirma Spaulding.
Também foi a partir de experiências pessoais que nasceu a ideia de criar o Knollop. “A web sempre foi cheia de recursos educacionais incríveis, mas todo esse conhecimento está disponível de forma caótica. A partir de nossas próprias dificuldades com o aprendizado on-line, começamos a pensar em maneiras de ajudar a orientar um aluno para alcançar os seus objetivos e dar sentido às ofertas de educação pareceu um bom lugar para começar”, disse Karen Sun, cofundadora da Knollop, referindo-se aos seus colegas de empreitada Scott Maher e Michael Holroyd.
Fonte: Catraca Livre
Postar um comentário