quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Procon divulga lista de sites de compras não confiáveis


Documento contém mais de 200 páginas que devem ser evitadas pelos consumidores

A Fundação Procon de São Paulo, ligada à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania, divulgou uma lista com mais de 200 sites de compras não confiáveis. Boa parte das páginas está no ar, e o consumidor deve evitá-las. A lista foi produzida pelo Procon a partir de reclamações de clientes. O principal problema ocorre quando o consumidor não recebe o produto comprado e não obtém resposta da empresa.
Os fornecedores não são localizados nem mesmo a partir de rastreamento feito no banco de dados de órgãos como Junta Comercial, Receita Federal e Registro BR, responsável pelo registro de domínios na internet. Tal dificuldade inviabiliza a solução do problema pelo Procon.

"Denunciamos os casos ao Departamento de Polícia e Proteção a Pessoa (DPPC) e ao Comitê Gestor da Internet (CGI), que controla o registro de domínios no Brasil, mas o mais importante é que o consumidor consulte essa lista antes de fechar uma compra pela internet para evitar o prejuízo", explica o diretor-executivo do Procon-SP, Paulo Arthur Góes.

"Guia do Comércio Eletrônico" do Procon orienta o consumidor sobre os cuidados que deve tomar na hora de fazer compras à distância.

Do Portal do Governo do Estado
Postar um comentário